Ver todos os artigos do blog

Coletor de água da chuva: um homem decidiu pôr em prática o que parecia óbvio

Foto: Divulgação

Marthinus Bekker (foto) é um jovem engenheiro sul-africano responsável por uma invenção bastante simples e eficiente que simboliza com propriedade o conceito de sustentabilidade: um coletor de água da chuva. Num primeiro momento, pode parecer estranho classificar como novidade a criação de Bekker. Principalmente porque aproveitar a água da chuva é um hábito humano antigo e que representa uma de nossas primeiras tentativas de nos beneficiar da natureza sem agredi-la.

Tudo isso faz sentido de fato, mas o jovem foi capaz de unir esta tradição esquecida a alguns dos elementos contemporâneos mais importantes quando se fala em criação: praticidade, leveza, eficiência e senso de oportunidade. O “Rain Catcher”, nome com o qual foi patenteado, é fácil de ser instalado e alcança resultados muito positivos. O engenheiro pensou num produto que pudesse ser usado por qualquer pessoa nas mais diversas circunstâncias.

A invenção consiste num funil feito de material plástico sustentado por três hastes. Fixadas ao solo, essas varetas são fincadas em diagonal e conseguem resistir a ventos fortes e tempestades. O coletor de chuva pesa menos de 1kg e é capaz de armazenar cerca de 350 litros de água. Segundo Bekker, a invenção já despertou o interesse de muitos países africanos. E não é para menos; num continente marcado pelas desigualdades, conseguir uma maneira de consumir água limpa é uma peça-chave que amplia as chances de sobrevivência.

Foto: Divulgação

E pensar que essa ideia nasceu a partir de uma experiência banal. Certo dia, o engenheiro comprou uma banheira para dar banho em seu cachorro, mas acabou deixando-a no jardim de casa. Na manhã seguinte, notou que ela estava cheia de água da chuva que caíra à noite. Pronto; era o início da criação do “Rain Catcher”. A experiência de Marthinus Bekker serve de inspiração a todos nós. Nada mais natural do que observar o ambiente que nos cerca para encontrar soluções capazes de resolver os problemas. O caso do coletor de água da chuva é a prova de que, mesmo aquilo que parece óbvio, pode ser de grande utilidade.

Abaixo a aplicação prática da invenção:

compartilhe

Siemens nas redes sociais